Auriculoterapia e Evidências Científicas

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Auriculoterapia e Evidências Científicas

A dor é o sintoma mais comum em pacientes que se apresentam em um departamento de emergência. O manejo da dor costuma ser caracterizado por atrasos na analgesia ou por ineficácia no controle do escore de dor. 

Ainda hoje, a principal ferramenta para manejo da dor é via medicamentosa. Cresce na população o uso recorrente e sem indicação médica de opiáceos e anti-inflamatórios não-esteroidais (AINEs). No entanto, sabe-se que medicamentos têm efeitos colaterais significativos a curto e a longo prazo. 

Por isso, cada vez mais pessoas estão buscando alternativas complementares para suplementar cuidados alopáticos. Hospitais tem se aberto a oferecer alternativas. Dentro desse contexto, a Auriculoterapia surge como alternativa analgésica importante por sua eficácia, rápida administração e por apresentar baixos efeitos colaterais. 

Nos Estados Unidos introduziram a acupuntura auricular no campo de batalha para tratar soldados feridos no campo. No ataque de 11 de setembro, um médico militar criou um protocolo de cinco pontos usando agulhas semipermanentes, que agora está sendo ensinado a prestadores de serviços médicos militares.

Nesse contexto, os militares publicaram um estudo para mostrar a viabilidade de trazer auriculoterapia para a linha de frente dos cuidados de evacuação aeromédica e comprovaram que os feridos obtiveram alívio da dor, a maioria afirmando que escolheria receber novamente o tratamento.

Estudos recentes tem se dedicado a investigar os efeitos da acupuntura auricular para manejo de dor em uma variedade de casos, sendo observada eficácia como terapia adjunta na redução imediata da dor em até 15 minutos, ou até para alívio analgésico entre 12 e 24 horas.

Em uma revisão sistemática, a auriculoterapia se mostrou eficaz se comparada a demais abordagens convencionais. Um estudo que avaliou a mudança na intensidade da dor teve resultados diferentes em dois momentos, com a diminuição significativamente maior da dor no grupo auriculoterapia na abordagem imediata mas sem diferença significativa em 24 horas follow-up. 

Em relação às modalidades, os estudos apontam que a eletroacupuntura demonstra ser menos eficaz que a acupressão e a acupuntura em peri-operatórios.  Em casos de dor aguda, estudos tem respaldado o uso analgésico da auriculoterapia por até 48 horas. Em uma meta-análise recente através da auriculoterapia houve redução significativa do uso concomitante de analgesia medicamentosa.

Em casos de enxaqueca aguda houve redução significativa no grupo intervenção com auriculoterapia. Mesmo em casos operatórios os estudos tem apontado resultados positivos. 

Um estudo com dor intra-operatória de artroplastia de quadril mostrou menos medicação necessária para controle de dor quando usada a auriculoterapia. O resultado corrobora com a dor pós-operatória associada a várias cirurgias de joelho e comprova que menos ibuprofeno era necessário também. 

Além disso, foi comparada a auriculoterapia com o tratamento convencional utilizando um anestésico para várias cirurgias abdominais e concluiu que o grupo auriculoterapia exigiu menos medicação, mas não houve diferença estatística significativa. 

Os estudos apontam que a auriculoterapia pode ser eficaz para alívio imediato de dor.  O melhor benefício seria por seu baixo custo e por apresentar menos efeitos colaterais do que abordagens tradicionais de tratamento da dor. Os eventos adversos incluem bradicardia intra-operatória, dor local, náusea, tontura e sangramento. Pode-se concluir que a terapia é uma modalidade promissora para os prestadores de serviços de saúde em ambiente ambulatorial e intra-operatório. 

 

Dra Renata Luri, Doutora pela Unifesp 

Clínica LA POSTURE

Referências:

Alimi DChelly JE. New Universal Nomenclature in Auriculotherapy. J Altern Complement Med. 2018 Jan;24(1):7-14. doi: 10.1089/acm.2016.0351. Epub 2017 Aug 23.

Murakami, M., Fox, L., & Dijkers, M. P. (2016). Ear Acupuncture for Immediate Pain Relief—A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Pain Medicine, pnw215.doi:10.1093/pm/pnw215 

Jan ALAldridge ESRogers IRVisser EJBulsara MKNiemtzow RC. Does Ear Acupuncture Have a Role for Pain Relief in the Emergency Setting? A Systematic Review and Meta-Analysis. Med Acupunct. 2017 Oct 1;29(5):276-289. doi: 10.1089/acu.2017.1237.

Ren, R., Zhang, J., Zhang, T., Peng, Y., Tang, C., & Zhang, Q. (2019). Auriculotherapy for sleep quality in people with primary insomnia. Medicine, 98(8), e14621.doi:10.1097/md.0000000000014621 

Veja Também

Fisioterapia

O uso de ventosas em dores na coluna (Parte II)

A lombalgia é considerada um problema de saúde pública que pode afetar qualquer pessoa. Cerca de 80% das pessoas sofrerão ao menos um episódio de