Benefícios da Liberação Miofascial na Flexibilidade

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A flexibilidade pode ser descrita como a capacidade funcional de distanciar a origem e inserção de um determinado grupamento muscular, levando a um maior alcance articular. Ela pode ser limitada tanto por estrutura óssea como por massa muscular, ou por ambos. Entretanto, a maioria das articulações, tem sua limitação atribuída aos tecidos moles, musculatura e seus envoltórios, tecido conjuntivo e pele.

Pesquisas garantem que o declínio dos níveis de flexibilidade podem levar à perda de autonomia. No entanto, níveis elevados de flexibilidade podem desproteger as articulações, expondo a lesões como a luxação. 

O Colégio Americano de Medicina do Esporte aponta a flexibilidade como sendo um dos cinco componentes mais importantes para a aptidão física. Aumentos na amplitude de movimento articular podem ser benéficos para melhorar o desempenho e reduzir o risco de lesões.

Liberação Miofascial

Pesquisas apontam que a liberação miofascial promove melhor dose-resposta para ganhos de flexibilidade em comparação com outras técnicas de terapias manuais. 

Estudos avaliaram as técnicas de liberação miofascial e alongamento estático sobre a flexibilidade dos músculos isquiotibiais em adolescentes. Os resultados indicaram que ambas as técnicas foram eficientes para ganhos de flexibilidade de forma aguda. 

Outra pesquisa encontrou benefícios em uma única sessão de liberação miofascial sobre a flexibilidade. Enquanto melhoras adicionais podem ser encontradas com múltiplas sessões ou com períodos mais longos. Foi sugerido que a liberação miofascial ou a combinação com o alongamento é capaz de trazer mudanças sobre o comprimento muscular. 

Esses resultados corroboram que a técnica de alongamento estático e de liberação miofascial usando o rolo apresentam resultados similares. Ainda se combinadas apresentam resultados superiores. 

Os efeitos da liberação miofascial parecem ocorrer não apenas de forma local mas também não local. Em estudo avaliando a técnica de liberação com dois instrumentos (rolo e bastão) na região posterior de coxa foi observado ganho de amplitude articular no quadril tanto para o movimento de flexão quanto para extensão. 

Esses resultados sugerem que a técnica de liberação miofascial é uma abordagem rápida e eficaz para melhorar a flexibilidade dos pacientes. Pode ser considerada uma ferramenta válida para fisioterapeutas dentro de um contexto de prevenção e reabilitação.

 

Colaborador: Dra Renata Luri, PhD Unifesp e Clínica LA POSTURE

Dra Juliana Satake, Clínica LA POSTURE

 

Referências:

Acesso em novembro de 2019: https://www.acsm.org/

Adstrum S, Hedley G, Schleip R, Stecco C, Yucesoy CA. Defining the fascial system. J Bodyw Mov Ther 2017;21:173- 7. doi: https://doi.org/10.1016/j.jbmt.2016.11.003 9. 

Ajimsha MS, Al-Mudahka NR, Al-Madzhar JA. Effectiveness of miofascial reléase: Systematic review of randomized controlled trials. J Bodyw Mov Ther 2015;19:102-12.

Behm DG1, Wilke J2.Do Self-Myofascial Release Devices Release Myofascia? Rolling Sports Med. 2019 Aug;49(8):1173-1181. doi: 10.1007/s40279-019-01149-y.

Mechanisms: A Narrative Review.

Castro, R., & Lima, W. A. (2017). Comparação da força e flexibilidade para membros inferiores em homens e mulheres de acordo com os valores considerados como saudáveis. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, 11(65).

Drinkwater EJ, Latella C, Wilsmore C, Bird SP, Skein M.Foam Rolling as a Recovery Tool Following Eccentric Exercise: Potential Mechanisms Underpinning Changes in Jump Performance.Front Physiol. 2019 Jun 26;10:768. doi: 10.3389/fphys.2019.00768. eCollection 2019.

Eriksson Crommert M, Lacourpaile L, Heales LJ, Tucjer K, Hug F. Massage induces an immediate, albeit shortterm, reduction in muscle stiffness. Scan J Med Sci Sports 2015;25:490-6. doi: 10.1111/sms.12341 

Sousa, P. A. C., Araújo, V. A., Morais, N. A., Souza, E. S., & Cruz, R. A. R. S. (2017). Influência da autolibertação miofascial sobre a flexibilidade e força de atletas de ginástica rítmica. Revista Brasileira de Pesquisa em Ciências da Saúde, 4(1), 18-25.         

Stecco C, Schleip R. A fascia and the fascial system. J Bodyw Mov Ther 2016;20:139-40. doi: 10.1016/j.jbmt.2015.11.012 8

Krause F, Wilke J, Niederer D, Vogt L, Banzer W.Acute effects of foam rolling on passive stiffness, stretch sensation and fascial sliding: A randomized controlled trial.Hum Mov Sci. 2019 Oct;67:102514. doi: 10.1016/j.humov.2019.102514. Epub 2019 Sep 26.

Laffaye G, Da Silva D, Delafontaine A.Self-Myofascial Release Effect With Foam Rolling on Recovery After High-Intensity Interval Training.Front Physiol. 2019 Oct 16;10:1287. doi: 10.3389/fphys.2019.01287. eCollection 2019.

Myers TW. Anatomy trains. Myofascial meridians for manual and movement therapists. São Paulo: Elsevier; 2014. 11. 

Monteiro, da Silva Novaes J, Cavanaugh MT, Hoogenboom BJ, Steele J, Vingren JL, Škarabot J.Quadriceps foam rolling and rolling massage increases hip flexion and extension passive range-of-motion.J Bodyw Mov Ther. 2019 Jul;23(3):575-580. doi: 10.1016/j.jbmt.2019.01.008. Epub 2019 Jan 29.

Škarabot J, Beardsley C, Stirn I. Comparing the effects of self-myofascial release with static stretching on ankle rangeof-motion in adolescents athletes. Int J Sports Phys Ther 2015;10:203-12. 18. M

Winwood PW, Pritchard HJ, Wilson D, Dudson M, Keogh JWL.The Competition-Day Preparation Strategies of Strongman Athletes.J Strength Cond Res. 2019 Sep;33(9):2308-2320. doi: 10.1519/JSC.0000000000003267.

Vigotsky AD, Lehman GJ, Contreras B, Beardsley C, Chung B, Feser EH. Acute effects of anterior thigh foam rolling on hip angle, knee angle, and rectus femoris length in the modified Thomas test. PeerJ 3 2015;3:e1281. doi 10.7717/ peerj.1281.

Veja Também

Anatomia e Fisiologia

Parte II- A memória muscular

A memória é um processo em que a informação é codificada, armazenada e recuperada.  A memória relacionada a musculatura pode fazer com que em pessoas