Quiropraxia: A diferença entre manipulação e ajuste.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Quiropraxia: A diferença entre manipulação e ajuste.

Quando iniciamos a formação em Quiropraxia, a primeira informação que passa pela nossa cabeça é que iremos aprender a” estalar os ossos”. Mas felizmente não esse o caso, pois a Quiropraxia é muito mais que apenas estalos articulares, é Filosofia, Ciência e Arte.

Primeiramente devemos entender o que são os famosos ruídos articulares, que algumas vezes impressionam muitas pessoas que passam por consultas, devido ao alto volume sonoro. O que acontece é que quando uma articulação recebe alguma manobra em alta velocidade denominada HVLA (High Velocity Low Amplitude), ocorre a formação de bolhas de CO2 entre as articulações, gerando cavitação (ruídos)

Mas porque tenho que entender o surgimento da Quiropraxia?

Voltando um pouco na história do surgimento da Quiropraxia, Daniel David Palmer (DD) em 18 de setembro de 1895, realizou uma correção em uma determinada vértebra da região cervical em um zelador com o nome de Harvey Lillard, da qual estava há 17 anos com um déficit auditivo, decorrente de um estalo articular.

Dessa maneira DD Palmer assumiu a responsabilidade para si, por ser a primeira pessoa a realizar um ajuste específico, mesmo sabendo de toda história pré-existentes de manipulações articulares no corpo humano.

Mas então qual a real diferença entre manipulação e ajuste?

Se formos levar em consideração como exemplo de um relojoeiro que precisa usar lente de aumento e pinças específicas para encaixar pequenas engrenagens e parafusos num relógio, o corpo funciona igual. Um ajuste específico, é a somatória entre a altura da maca, posicionamento do terapeuta com o paciente, ponto de contato, e velocidade do ajuste, proporcionando assim maior eficácia da manobra, levando em consideração que nem todo ajuste articular tem a necessidade de obter uma cavitação.

 

“Quiropraxistas não manipulam, Quiropraxistas ajustam” 

 

DD Palmer

Referência Bibliográfica:

https://library.palmer.edu/databases.

Meridel, L. Gatterman., Foundations of Chiropractic Subluxation, 1° ed. Ed. Mosby-Year Book Inc. St. Louis Baltimore, 1995.

 

Veja Também

Fisioterapia

O uso de ventosas em dores na coluna (Parte II)

A lombalgia é considerada um problema de saúde pública que pode afetar qualquer pessoa. Cerca de 80% das pessoas sofrerão ao menos um episódio de