Teste de Dekleyn. Entenda a importância antes de manipular o paciente.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Teste de Dekleyn. Entenda a importância antes de manipular o paciente.

Teste da artéria Vértebro-basilar ou teste de Dekleyn

Posição do paciente: Em supino, com a cabeça pendendo para fora da maca, membros inferiores estendidos, e olhos abertos.

Descrição do teste: O terapeuta deverá se posicionar junto à maca, segurando a cabeça do paciente em extensão e inclinando-a e rodando-a para um dos lados por no mínimo 30 segundos.

Nesse momento, o terapeuta deverá questionar ao paciente quanto ao aparecimento de vertigem, visão “embaralhada”, nistagmo ou sensação de vômito ou enjoo, o que será indicativo de diminuição da potência das artérias vertebrais que atravessam os forames vertebrais na região da cervical e ascendem até a cabeça.

Sinais e sintomas: o paciente poderá no momento do teste, manifestar tontura, mal-estar, sensação de cabeça vazia, enjoo, nistagmo (por isso é importante manter os olhos abertos do paciente).

Quando o terapeuta roda e inclina a cervical para o lado direito, a artéria vertebral do lado esquerdo estará sendo testada e quando rodar para a esquerda, a artéria vertebral do lado direito estará sendo testada.

Assista ao vídeo para saber como fazer o teste:

Veja Também