Ventilação Mecânica: Volume ou Pressão?

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

As evidências mais recentes mostram que não há um controle mais eficiente e seguro para ambos os modos ventilatórios, ou redução dos níveis de mortalidade apenas avaliando os modos ventilatórios controlados de VCV e PCV.

Os benefícios de cada controle vai depender da situação clínica, do procedimento a que o paciente será submetido, das comorbidades, do aparelho disponível e da experiência do operador.

Durante a ventilação mecânica a dinâmica da respiração é influenciada por fatores intrínsecos do paciente, como a complacência, o volume dos pulmões, a musculatura respiratória e a resistência das vias aéreas. O volume inspirado, a pressão e o fluxo inspiratórios são produtos da interação paciente-ventilador que podem ser ajustados para otimizar a ventilação.

Sabemos que os modos ventilatórios podem ser mandatórios ou espontâneos. Diante disso as Diretrizes de Ventilação Mecânica nos mostra que ambos os modos são eficazes, porém devemos ter em mente quais parâmetros da mecânica respiratória vamos priorizar de acordo com as condições clínicas e patologia de base, como em pacientes com SDRA e pacientes neuro críticos, os quais devemos controlar de forma precisa o volume minuto e os valores de distensão e PaCo2.

Sabemos entretanto, que o modo VCV nos permite os cálculos de ventilação mecânica ao avaliarmos a ventilação protetora, incluindo a drive pressure. Já o modo PCV nos permite melhores controles de paciente submetidos a altos valores de PEEP, e melhor controle da pressão de pico.

No modo VCV teremos controle do VC, fluxo, escolha da onda de fluxo, como resultante: Pressão de pico e pressão nas vias aéreas. Já a pressão controlada teremos o controle dos ajustes de pressão inspiratória e tempo inspiratório e o volume corrente como resultante, não permitindo um controle direto em hipoventilações ocasionadas por baixos volumes correntes.

A escolha do modo ventilatório também deverá ser escolhido com a avaliando da sincronia paciente x ventiladores.

Desta maneira ambos os modos trarão benefícios aos pacientes, uma vez que a ventilação protetora é prioridade na ventilação mecânica, independente do modo ventilatório.

Referências; 

Diretrizes de ventilação mecânica

Volume x Pressure. Which to choose? Daniel de Andrade Araújo1 , Bruno Carvalho Cunha de Leão2 , Rogério de Souza Ferreira3

Veja Também

Anatomia e Fisiologia

Parte II- A memória muscular

A memória é um processo em que a informação é codificada, armazenada e recuperada.  A memória relacionada a musculatura pode fazer com que em pessoas